Home / História dos Games / Os 10 melhores controles de videogame de todos os tempos!

Os 10 melhores controles de videogame de todos os tempos!

video-game-controllers

Queridos amigos e amigas, este post tem como objetivo relembrar um tempo em que a eficácia dos controles de videogame era medida pelo tanto de porrada que eles aguentavam e não “baboseiras” como ergonomia e posicionamento dos botões. Claro que também não podemos deixar de fora um dos maiores fatores: a nostalgia. Quer fazer um teste?

1 – Pegue qualquer controle antigo de um console que você tenha possuído na época e coloque em suas mãos.

2 – Feche os olhos e lembre de algum jogo daquele console que marcou época para você.

3 – A mágica está acontecendo. Suas mãos estão se movendo involuntariamente fazendo algum combo ou movimento desse jogo!

Um controle de videogame pode até continuar sendo (na maioria dos casos) um combinado de botões com um controle direcional mas conforme os games evoluíram, os layouts dos joysticks também. A “alquimia” dos controles é curiosa – todos os controles tem os mesmos elementos básicos, porém cada empresa se esforça em fazer do seu jeito para cada novo console. Cada novo controle é uma marca deixada em nossas infâncias e “adultescência”. Em alguns casos, aqueles pedaços de plástico marcaram época, em outros casos são uma lembrança amarga de um console que não vingou, apesar das nossas expectativas. Mas chega de falar! Mas chega de falar e vamos para a nossa lista, que deixa de lado os controles da geração atual.

10. Wiimote

Prós: Provavelmente o controle mais inovador deste século e com o aumento da precisão através do MotionPlus foi o combo para marca época para o Wiimote.

Contras: A experiência nos jogos tradicionais de plataforma (especialidade da Nintendo?) é um pouco travada, já que você precisa “deitar o bastão” para jogar. Este controle também deve ter causado muito prejuízo para algumas famílias já que tente a “escapar” das mãos dos não muito experientes…

noufhyhvbc3ttbymz9zl
9. Sega Master System

Prós: este foi o primeiro controle da minha vida e naquele tempo tinha o tamanho perfeito para minhas mãozinhas de duende. Este controle também era compatível com o Atari 7800.

Contras: Mesmo sendo um controle pequeno, eu o achava (e ainda acho) um controle muito duro. O control pad era particularmente desconfortável e após poucas horas de jogatina o dedão pedia arrego.

yugmggifa4itrldo3eal
8. Joystick do Atari 2600 

Prós: Mesmo tendo sido o primeiro controle de videogame da história, ainda é considerado por muitos como uma espécie de Santo Graal. Além de tudo, se manteve como controle da Atari por muitos anos, mesmo que nem os desenvolvedores tenham jamais aprendido a utilizá-lo em E.T.

Contras: Pensando na experiência e recursos da época, fica muito difícil encontrar um fator desfavorável a este controle. Um botão e um direcional eram tudo que você precisava para jogar Space Invaders, Enduro e outros clássicos absolutos.

j9zkwt8ptyg2kdhwcecv
7. Xbox S
 Controller

Prós: Muita gente não sabe mas originalmente este não era o controle do primeiro Xbox. A Microsoft acertou ao substituir a versão fat (que parecia um freesbee) pelo controle vendido no bundle japonês da caixa, que tem forma e posições muito semelhantes às do Gamecube. Agradecemos!

Contras: A versão original do controle do Xbox era bizarra. Tenho a teoria de que mesmo com uma ótima biblioteca o primeiro Xbox não teria sobrevivido se não fosse o S Controller, que por si ainda está distante da perfeição mas segurou a onda.

cf6kf73ymv9uz3yvhdbt
6. Super Nintendo

Prós: Sem o controle do Super Nintendo provavelmente não haveria DualShock. Este controle era um pouco esquisito em jogos de luta, mas era simplesmente perfeito para qualquer jogo lançado na época. A Nintendo também não economizou no tamanho do cabo, o que era muito legal para a época, além de ter a vantagem de um encaixe leve, quase folgado. Quando alguém tropeçava no cabo, dificilmente arrastava o console junto.

Contras: eu escolhi eternizar as lembranças da minha infância tatuando um controle de Super Nintendo no braço, mas devo admitir que ainda que ele entregue, não é visualmente dos mais empolgantes.
ja2ih6hlpbgvtfhvtfui

5. Xbox 360

Prós: Muitos jogadores que conheço consideram este o maior controle de todos os tempos. A Microsoft acertou na terceira com um controle confiável, com boa posição dos controles e ainda por cima wireless. Redenção após a bizarrice do fat e um substituto à altura do S, que foi um bom paliativo.
Contras: Esse vai de jogador para jogador. Eu o acho demasiado pesado e ainda um controle “gordo”.
gcegq4aclselwwryp87r

4. Nintedo 64 (Nintendo Sixty fooooouuuuurrrr)

Prós: Aqui eu sou suspeito para falar, mas vou tentar ser imparcial. Deixa eu ver… vamos lá: GOLDENEYE! Goldeneye só teve o sucesso que teve porque este foi o controle que nos apresentou a uma maravilha chamada gatilho (ou trigger se você for hipster) o posicionamento dos botões também foi perfeito para nos apresentar a um universo de jogos em 3 dimensões como Ocarina of Time e Super Mario 64.

Contras: Provavelmente o maior problema do controle do Nintendo 64 é sua fraca durabilidade, principalmente do analógico. Apesar do tamanho, o “Tridente” era fraquinho, fraquinho.

gn0z3ajwmvlh80hmtegn3. Teclado e Mouse

Prós: Ok, sabemos que PC é PC e console é console mas o combo WASD + mouse tem um trono cativo em shooters, RTSs e MMos.

Contras: a mesma usabilidade que é vantagem em alguns estilos torna-se faca de dois gumes para outros.

v9bwldkuj602x5auivgs2. Playstation DualShock 2

Prós: Provavelmente o controle definitivo da Sony, tanto que todos os controles posteriores carregam o nome da Dinastia DualShock e são inspirados neste modelo já clássico.
Contras: Para um controle com fio – especialmente se o compararmos com a Transiberiana que era o controle do SNES – tinha um cabo muito curto e um encaixe “duro”, se o seu PS2 estivesse em uma prateleira e alguém tropeçasse era chão, chão e chão.

lk7ovxj2ywzanrskj7bg1. Nintendo Gamecube

Prós: Sei que para muita gente não foi assim, mas a minha primeira impressão ao colocar o controle do Gamecube em minhas mãos foi de que estava no paraíso. Perfeição descreve o posicionamento dos botões e encaixe na mão, com aquele analógico esquerdo que nunca escapava das mãos. Tudo o que veio depois foi inspirado neste controle que com um pouco mais de peso seria o controle de videogame definitivo. Se você não teve a mesma catarse que eu quando pegou esse controle pela primeira vez, deve ter sentido algo parecido ao jogar Resident Evil Zero ou 007 Everything or Nothing.

Contras: Não que eu consiga mencionar. Apenas não ficou mais popular por ter sido periférico de um console que não liderou em vendas na sua geração.ljsl7bipwc63oz7npat5

Menções Honrosas

Sega Genesis (Megadrive)

Este é um dos controles com melhor grip que já joguei e o direcional em cruz com as intersecções o deixou à frente em sua geração. Só não entrou neste Top 10 porque eu teria que escolher entre ele e o controle do Super Nintendo. fx6dmweyb7ocg46ru6em

Sega Dreamcast

Em termos de encaixe está longe de ser dos melhores, mas o controle do Dreamcast teve o que possivelmente é está entre os acessórios mais legais da história dos games: a VMU, que funcionava como um memory card mas também possibilitava que você jogasse minigames pelo controle, útil para uma época em que possuir um console de mesa e um Gameboy era privilégio para poucos.

SONY DSC

Esquecemos de alguém ou você discorda das posições?

Diz aí o que você iria remover ou acrescentar!

#somostodosgamers


Sobre Diego Silveira

25 publicitário e apaixonado por games e música. Nostálgico, adora consoles retrô e tatuou um controle de Super Nintendo no braço para lembrar a infância. Consome doses cavalares de pizza e café, além de beber feito um viking. PSN: oPatto

Veja também

wff00

Análise: World of Final Fantasy, uma viagem pelo universo da série

Produtora: Square Enix / Data: 25 out 2016 / Gênero: JRPG / Plataforma: PlayStation 4, PlayStation Vita …